Mais uma pérola de MLR

Mais uma entrevista de charme, desta vez no Público, a tentar humanizar esta socióloga do trabalho que tanto tem errado no que toca aos professores. Falando do seu exercício enquanto ministra, faz um balanço positivo e acaba de forma verdadeiramente surpreendente.

Garante, contudo, que também tem tido bons momentos. “Muitos.” Pede-se-lhe que partilhe um. “Uma carta que recebi de um menino que recebeu um computador para ter em casa, não sei já em que circunstância, e escreveu-me a dizer: ‘Quando for grande, vou inscrever-me no PS.’ É tocante.”

“É tocante.” É chocante. Mas diz bem da pretensa dimensão humana com que querem, por vezes, maquilhar a personagem. Como é que alguém que diz isto pode continuar como ministra da educação de um país democrático?

Author: josemota

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *