O mérito e as quotas

«Não há mérito sem quotas»: ouviu-se defender no último debate televisivo sobre a avaliação do desempenho docente. Esta é uma afirmação que revela a confusão existente entre avaliação do desempenho profissional e progressão na carreira. Ora, a avaliação do desempenho profissional dos professores tem um carácter científico e pedagógico-didáctico, enquanto a progressão na carreira tem um carácter burocrático, administrativo e remuneratório.

Maria Regina Rocha e Maria Helena Damião
De Rerum Natura

E não podiam ter sido pessoas assim esclarecidas a falar no prós e contras, em vez de algumas desgraças que por lá se apresentaram?

Author: josemota

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *